MÓDULO DE EXTENSÃO Nº 6 – GESTÃO DE COLEÇÕES – PESQUISA, DOCUMENTAÇÃO E CONSERVAÇÃO

Estão abertas as inscrições para o sexto módulo do MBA em Gestão de Museus e Inovação SP – UniMais | ABGC | EXPOMUS | Museu da Língua Portuguesa de São Paulo.

 

Confira a agenda do curso abaixo:

19/01/2023 (quinta-feira)

09h às 10h30 – Webinar – “Museus: espaços dinâmicos de construção do presente sob uma perspectiva histórica” – Prof. Dr. Paulo Knauss de Mendonça

11h às 12h30 Workshop online / Residência MLP – Museu Histórico Nacional (Case – Rio 1922) – Profa. Alice Magalhães Montenegro / Arq. Simone Kimura

14h às 18h Visita técnica Museu da Zoologia – Prof. Dra. Maria Izabel Landin

20/01/2023 – (sexta-feira)

AULA I – Política de acervo – aquisição e descarte – Profa. Me. Mariana Martins

AULA IV (online) – Inventário, conservação e restauração – Profa. Me. Maria Cecília Winter

21/01/2023 – (sábado)

AULA II – Pesquisa, documentação e base de dados – Prof. Dr. Gabriel Bevilacqu

AULA III – Explorando o conceito de Reserva Técnica – Profa. Dra. Yacy-Ara Froner

Local de realização online: plataforma Zoom

Local de realização presencial: Museu da Língua Portuguesa de São Paulo

Investimento:

•Presencial: R$1.474,00

•Online: R$875,00

 

Inscreve-se no formulário abaixo:

    Conheça Márcio Tavares, historiador que será o braço-direito de Margareth Menezes na Cultura

    Margareth e o historiador Márcio Tavares Reprodução

    Margareth Menezes, que assumirá o Ministério da Cultura do novo governo Lula, terá como braço-direito o historiador Márcio Tavares. Doutor em Arte pela Universidade de Brasília (UnB), ele assumiu o cargo de Secretário Nacional de Cultura do PT nos últimos quatro anos e tem experiência, segundo seus pares, com o funcionamento da máquina pública. Recentemente, atuou no processo de tramitação e votação das leis Aldir Blanc e Paulo Gustavo no Congresso. Ele estava ao lado da cantora quando ela anunciou que iria ocupar o cargo.

    Tavares integrou o grupo de trabalho que fez a transição na área da Cultura e encerrou seu levantamento sobre os principais problemas da pasta na segunda-feira. Nascido em Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul, ele tem 37 anos e ocupa o posto de curador de arte e secretário nacional de Cultura do PT desde 2017.

    Margareth Meneses se reuniu com Lula em Brasília nesta terça-feira e anunciou que aceitou o convite do presidente eleito para comandar a pasta. Parte do grupo de trabalho setorial da transição — ao lado de Áurea Carolina, Lucélia Santos, Antonio Marinho, Juca Ferreira e Márcio Tavares —, ela já se cercou de nomes técnicos, com quem traça um diagnóstico da situação atual da Cultura e elabora os planos mais urgentes de reformas para o setor.

    ‘Um desafio e uma grande responsabilidade’

    Em Brasília, depois do encontro com Lula, Margareth afirmou que “será um grande desafio e uma enorme responsabilidade”. Em um post em suas redes sociais, a cantora de 60 anos disse saber que não será fácil: “por isso, peço o apoio e a força de todos os artistas, mobilizadores, realizadores e agentes culturais do Brasil e também de cada cidadão, para juntos, de mãos dadas, restabelecermos com plenitude essa área que é tão ampla, tão diversa e fundamental para todos nós”.

    O presidente eleito também usou as redes sociais para falar sobre a futura ministra da Cultura. Lula agradeceu Margareth Menezes por ter aceitado o convite e afirmou que a cultura brasileira sofreu um desmonte nos últimos anos. “E nós vamos honrar nosso compromisso de reconstruir e fortalecer o setor”.

    Startup brasileira vence ‘Prêmio Nobel da Sustentabilidade’

    Por: Agência Sebrae de Notícias

    A startup brasileira Eco Panplas conquistou o primeiro lugar na 23ª edição do Energy Globe World Award, prêmio ambiental mais importante do mundo Divulgação/Energy Globe World Award

    O projeto brasileiro que mantém 17 bilhões de litros de água potável limpos anualmente na coleta e reciclagem de embalagens de lubrificantes, venceu a categoria “Água” na 23ª edição do Energy Globe World Award. A startup brasileira Eco Panplas conquistou o primeiro lugar no prêmio ambiental mais importante do mundo, que reconhece empresas em cinco categorias: Terra, Fogo, Água, Ar e Juventude. No total, foram inscritos mais de 30 mil projetos sustentáveis para problemas ambientais.

    O novo conceito para que reciclagem de embalagens plásticas de óleo lubrificante sejam descontaminadas sem a utilização de água, sem geração de resíduos e com rastreabilidade apresenta resultados que chamam a atenção pelos benefícios socioambientais de impacto para toda a cadeia produtiva, sociedade e meio ambiente. A separação do óleo do plástico ocorre 100%, uma vez que a Eco Panplas produz a resina reciclada para confecção de uma nova embalagem. O óleo, no processo, também é reaproveitado, vendido para empresas recicladoras.

    Brasil já responde por 10% dos “empregos verdes” no mundo
    “Estamos apresentando ao mundo um novo conceito de reciclagem aliada a uma tecnologia e processo inovador que desenvolvemos, composto por equipamentos e processos patenteados. Já obtivemos sucesso em uma operação para as embalagens de óleo lubrificante, na nossa planta produtiva em Hortolândia, sendo possível replicar para outros plásticos”, explica Felipe Cardoso, CEO da Eco Panplas.

    A trajetória percorrida pela startup tem o Sebrae como um grande parceiro. “O Sebrae foi muito importante diante dos nossos desafios, ajudando com os pitchs, na visibilidade, nas conexões com o mercado, clientes e investidores. Auxiliou a validar a tecnologia e contribuiu em nosso modelo de negócios”, contou Felipe. A cada 10 milhões de embalagens de óleo lubrificante processados, são recuperadas 500 toneladas de plástico reciclado e 17 mil litros de óleo. O próximo passo é licenciar a tecnologia dentro e fora do Brasil.

    Mulheres ocupam Museu Nacional de Brasília para falar sobre economia feminina

    Via: G1

    ‘Dias Mulheres Virão’, evento promovido pelo grupo Elas+, é dedicado a impulsionar e promover ideias e negócios. Encontro é nesta quarta-feira (7), de graça.

    Integrantes do grupo Elas+ — Foto: Alexandra Paz

    O grupo de mulheres empreendedoras Elas+ ocupa o Museu Nacional da República, em Brasília, nesta quarta-feira (7), a partir das 18h. O evento gratuito “Dias Mulheres Virão” é dedicado à discussão sobre os rumos da economia promovida por mulheres.

     

    Programação
    O grupo literário feminino Maria Cobogó vai apresentar leituras de textos sobre o universo feminino, além de expor telas da artista plástica Duda Crisóstomo. Há ainda o lançamento oficial da linha de skincare da Règener, marca de produtos formulados com compostos naturais orgânicos, desenvolvidos por Malu Santol, terapeuta integrativa que faz parte do grupo Elas+.

    Entre as palestras, a psicóloga, psicopedagoga e educadora Cibele Pacheco fala com o público sobre pertencimento, vida, trabalho em grupo e conceitos de felicidade.

    A mentora de carreiras Claudia Nogueira palestra sobre liderança feminina no mercado de trabalho e aborda temas como influência e poder. A educadora financeira Gigi Melo conversa com a plateia sobre os segredos das finanças geridas por mulheres.

    A apresentação do evento será feita pela atriz Juliana Drummond e pelo ator e roteirista Léo Gomes.

    Elas+
    O grupo, fundado em 2019, tem como objetivo fomentar a economia familiar “por meio do entendimento dos potenciais que cada mulher tem, muitas vezes negligenciados por elas mesmas devido a diversas experiências de violência e opressão, as ajudando a conquistar autonomia financeira, possibilitando que não se submetem a violências”, conta a produtora Eloia Moreira, criadora do Elas+.

    “A preocupação principal é melhorar a vida das mulheres desse grupo. Nós somos a mão que puxa pra cima. Quando a pessoa acha que não dá pra encontrar uma solução para a própria vida, a gente ajuda ela a entender que dá pra encontrar, sim.”, diz Eloia.
    O grupo conta com um marketplace, lançado neste ano, que reúne em uma única plataforma digital de vendas produtos desenvolvidos por mulheres. Para conhecer, clique aqui.

    ‘Dias Mulheres Virão’

    Quando: quarta-feira (7)
    Horário: 18h
    Local: Museu Nacional da República
    De graça

    Museu do Ipiranga e Fundação Padre Anchieta assinam parceria para troca de acervos

    Via: Uol Cultura

    Flickr Museu do Ipiranga

     

    Museu do Ipiranga irá assinar nesta terça-feira (6), às 14h, uma parceria com a Fundação Padre Anchieta, que envolve a troca de acervo com o Museu da Casa Brasileira, concertos da Brasil Jazz Sinfônica no novo auditório do Museu do Ipiranga e exibições especiais e comentadas da minissérie Independênciasda TV Cultura, dirigida por Luiz Fernando Carvalho.

    A cerimônia de assinatura, que ocorrerá no Museu do Ipiranga, contará com a presença de personalidades envolvidas nas instituições, como José Roberto Maluf, presidente da Fundação Padre Anchieta; Eneas Carlos Pereira, vice-presidente da Fundação Padre Anchieta; Fábio Borba, diretor executivo da Orquestra Brasil Jazz Sinfônica; Giancarlo Latorraca, diretor técnico do Museu da Casa Brasileira; Hussam El Dine Zaher, pró-reitor adjunto de cultura e extensão da USP e Rosaria Ono, diretora do Museu Paulista da USP.

     

    Fonte: Uol Cultura

    MÓDULO DE EXTENSÃO Nº 5 – GESTÃO PÚBLICA – NORMATIVAS E GOVERNANÇA

    Estão abertas as inscrições para o quarto módulo do MBA em Gestão de Museus e Inovação SP – UniMais | ABGC | EXPOMUS | Museu da Língua Portuguesa de São Paulo.

     

     

    Confira a agenda do curso abaixo:

    08/12/2022 (quinta-feira)

    09h às 10h30 – Webinar – ” Políticas públicas para museus” – Prof. Dr. Marcelo Mattos Araujo

    11h às 12h30 Workshop / Residência MLP – “Patrimonio, Museus e estratégias regionais e locais” – Prof. Me. Davidson Panis Kaseker

    14h às 18h Visita técnica Museu das Favelas – Profa. Daniela Alfonsi* e Curador do CUFA

    AULA I – Cidadania, diversidade e protagonismo identitários – Profa. Me. Marília Bonas

    AULA II – Fundamentos, normativas e governança – Renata Motta

    AULA III – Direito à cultura como bem público – Profa. Me. Marta Porto

    PALESTRA – Código de ética e compliance em museus – Carlos Roberto Brandão
    (Membro do Board Executivo do International Council of Museums)

    Local de realização online: plataforma Zoom

    Local de realização presencial: Museu da Língua Portuguesa de São Paulo

    Investimento:

    •Presencial: R$1.474,00

    •Online: R$875,00

     

    Inscreve-se no formulário abaixo:

      Aula de Integração MBA em Gestão e Produção Cultural Rio

      Você é nosso convidado para participar da Aula Inaugural da nova turma do MBA em Gestão e Produção Cultural em parceria com o Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro. Nela você vai poder conhecer nossos professores e saber mais sobre o curso e suas atividades extracurriculares.

      O encontro online é gratuito e vai acontecer no dia 26 de novembro, às 10h:30.

      Além de saber mais detalhes sobre os módulos do curso, você vai conhecer a dinâmica dos workshops e visitas técnicas programadas ao longo de toda a formação. Faça sua inscrição no formulário abaixo.
      Esperamos por você.

       

         

         

         

         

         

        Museu da Imigração de SP abre portas para exposição de NFTs; conheça o metaverso de artistas brasileiros na Near

        Fonte: Money Times

        (Imagem: Exposição NFT São Paulo, Sala 1/Spatial)

        O Museu da Imigração de São Paulo vai sediar nesta quinta-feira (24) o evento NFT São Paulo, patrocinado pelo blockchain Algorand (ALGO). A exposição contará com obras de 300 artistas brasileiros de NFT que ficarão disponíveis até sábado seguinte (26).

        O evento começou com a abertura de 3 exposições virtuais, no metaverso Spatial, na Ethereum (ETH) no dia primeiro de julho – e ficará aberto até este domingo (20).

        Na quarta-feira (23), acontece o evento de abertura da NFT São Paulo, no Hotel Hilton Canopy, em São Paulo, e será fechado para convidados.

        No dia 25 e 26 de novembro haverá um ciclo com 14 painéis e talks com expoentes do mercado de NFT nacional, no auditório do Museu da Imigração de São Paulo, que será marcado, no dia 26, por uma festa de encerramento acontecendo simultaneamente no metaverso (Voxels) e no Estúdio Curi.

        “Apesar da importância do Brasil para o mercado de NFT, ainda não tínhamos aqui um evento voltado para a arte brasileira em NFT, que unisse artistas, colecionadores e blockchains”, diz comunicado.

        Por trás da organização estão o casal de fotógrafos Oliver e Shirley Reinis. Ambos também transformam suas fotografias em NFTs, e possuem sua própria galeria no metaverso de Voxels, “ReinisCouple”.

        “Meta Produção” de eventos, DAO de galeria de arte brasileira e cultura nacional no metaverso

        “Isa Danoninho”, nome artístico, se intitula como artista psicodélica, ilustradora, produtora de meta eventos e está por trás da organização da festa de encerramento do evento. Conforme conta ao Crypto Times, nem mesmo a própria tinha ciência de que seria produtora de eventos no metaverso.

        Ela é membro da “Gambiarra DAO” – uma organização descentralizada no blockchain da Near Protocol que tem como objetivo trazer, e juntar, os artistas nacionais ao metaverso.

        Conforme conta, seu papel na Gambiarra DAO é de produtora de festas e eventos, e era responsável por uma festa chamada “Metatronic” que trazia artistas que tocam música eletrônica de fora do blockchain e transmitir no metaverso.

        A Metatronic é um projeto nascido na Metaverse DAO, outra organização onde a produtora atuou como colaboradora.

        ‘Semana da Consciência Negra’: Cultura negra é celebrada no Espaço Expressa

        Fonte: Prefeitura de Jundiaí

        Durante todo o dia de sábado (19), o Espaço Expressa foi palco de atividades em celebração à cultura negra. Entre contação de histórias, brincadeiras lúdicas para as crianças e rodas de samba, a população teve a oportunidade de aprender e se divertir. A ação foi promovida pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC), com base nos editais CulturaMais e Cultura Negra. O evento está inserido no “Novembro Negro”, promovido pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão da Casa Civil e Assessoria de Políticas para Igualdade Racial.

        Crianças puderam participar da atividade “Nossa história e nossas brincadeiras: amarelinha africana e descobrindo o som do tum tum do Togo”

        A pequena Nina Flor, de oito anos, esteve presente na atividade “Nossa história e nossas brincadeiras: amarelinha africana e descobrindo o som do tum tum do Togo”, realizado pelo coletivo de mulheres #PretaEu. “Gostei muito de descobrir e participar da brincadeira do som. Hoje eu pude aprender várias coisas diferentes, como histórias, músicas e outros jogos”, contou a garota, que esteve acompanhada do irmão Valentim, da prima Yasmin e da mãe Tânia Manancero. “Trazer elementos lúdicos facilita a compreensão do tema e isso é muito importante, pois enriquece a cultura das crianças e elas podem aprender o respeito desde cedo”, comenta Tânia.

        Para a coordenadora do evento e membro do Departamento de Cultura do município, Valéria de Paula Ignácio, as brincadeiras lúdicas de origem africana têm um grande poder de ensinar as crianças a aprender sobre culturas diferentes. “Isso possibilita uma abertura maior a ter o contato com o novo. Sendo assim, o respeito já é ensinado desde cedo e tem grande potencial de engajar as crianças na luta antirracista”, explica.

        Nina Flor ficou encantada com os sons e aprendizados que teve neste sábado

        As atividades continuam neste domingo (20), data de encerramento da Semana da Consciência Negra. O Espaço Expressa está localizado na avenida União dos Ferroviários, 1.760, Centro.

        Confira a programação a seguir:
        16h – “Nossa História e Nossas Brincadeiras: Terra-mar e Kakopi”– O Coletivo de mulheres #PretaEU de maneira ritmada e de forma divertida apresenta ao público um pouco das histórias de povos africanos, através dessas brincadeiras originadas em países da África.
        17h30 – Maculelê – apresentação com Mestre Pássaro e alunos.
        19h – “Roda de Capoeira” – apresentação com os integrantes da Associação de Capoeira Nosso Senhor do Bonfim – Capoeira Regional
        20h30 – Afrodizia – Show musical com a banda que é considerada hoje um dos grandes expoentes do reggae brasileiro no exterior trazendo em seu reggae muita personalidade e sotaque brasileiro.

        Assessoria de Imprensa
        Foto: Fotógrafo PMJ

         

        Uepa promove semana do músico com oficinas, conferências e atrações culturais

        Fonte: O liberal

         

        A universidade receberá os Painéis da Funarte, com atividades sobre regência e prática de coro infantojuvenil

        A Uepa também receberá no CCSE os Painéis da Fundação Nacional de Artes (Jader Paes / Agência Pará

         

        Começa, nesta segunda (21) a IX Semana do Músico promovido pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). Nesta edição, a proposta é relacionar a música com a diversidade e inclusão na Amazônia, oferecendo à comunidade acadêmica, interna e externa à Uepa, minicursos, palestras, oficinas, atrações musicais e o Painel Funarte. A programação vai até a próxima sexta (25). E para quem não puder acompanhar presencialmente, o evento será transmitido pelo canal do YouTube do CCSE.

        No primeiro dia de evento haverá conferência sobre o tema “A educação como um direito de acesso a todas as pessoas”, dirigido pela professora Lia Braga Vieira. O professor Lucian José de Souza Costa coordenará a Oficina de Violão para Iniciantes, das 19 às 21 h, na sala 1211 do CCSE.

        Paralelamente à programação, professores e convidados ministrarão minicursos, a fim de possibilitar que participantes tenham novas experiências e mais conhecimentos acerca da Música.

        Diversas linguagens

        Segundo a coordenadora do evento, professora Ana Maria de Castro Souza, a IX Semana do Músico é fundamental para a Universidade. “Quando você assiste a uma palestra, está recebendo conhecimentos positivos de várias áreas. São conhecimentos de música dentro da Universidade e dentro do curso”, ressaltou. A professora disse ainda que estar à frente do projeto é muito enriquecedor, e trará bons resultados, pois a abordagem tratará da música em diversas linguagens.

        A Uepa também receberá no CCSE os Painéis da Fundação Nacional de Artes (Funarte), com atividades sobre regência e prática de coro infantojuvenil. A ação é uma parceria da Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio da Escola de Música, que leva o Painel a várias cidades brasileiras.

        Serviço

        O evento será transmitido pelo canal do CCSE no YouTube e também no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) – Universidade do Estado do Pará (Travessa Djalma Dutra, s/n – bairro do Telégrafo).